Escolha uma Página

Para começar o ano

Feliz ano novo, gente!

Espera.

Está valendo desejar Feliz Ano Novo no meio de Janeiro? Por aqui ainda vale (na minha percepção, se é a primeira vez que vejo/falo com alguém no ano, vale mandar um “Feliz Ano Novo” até… sei lá, abril?)

A gente por aqui fez uma pausa na primeira semana de Janeiro, pra recarregar as energias e fotografar muito (siiiim, descansamos fotografando). Fomos ao México para passar o ano novo e foi uma viagem incrível – vou preparar as fotos e mostro para vocês, prometo! Cheia de cor, sons e cheiros… estamos apaixonados pela cultura Mexicana!

Aí, quando voltamos de viagem, eu e o Felipe ficamos mais uma semana organizando tudo aqui no escritório, que por sinal, está de cara nova (ainda em processo de reforma, mas já mudou muita coisa. Mais uma promessa: quando ficar pronto a gente mostra pra vocês). Aquele lance de afiar o machado antes de começar a trabalhar sabe? Fazer lista de tarefas, definer o calendário editorial, bolar projetos novos.

E deixa eu te contar uma coisa: a coisa que eu mais gosto da virada do ano é justamente ter a possibilidade de organizar tudo. ADORO fazer isso. Sou a louca das listinhas, da agenda, dos post its. Dos planos de dominação mundial. E garanto: vem coisa muito boa por aí – mas vou fazer suspense para vocês continuarem vindo me visitar nesse cantinho 😉

Mas uma das coisas bacanas que preparamos já está para acontecer, então essa eu tenho que contar agora.

Tem exposição no ar!

Pra quem não sabe, um dia, muitos anos atrás, eu fui arquiteta. Sim, fui e saí meio brigada com profissão, principalmente quando me descobri na fotografia… Mas não dá pra negar: a cidade e principalmente as ruínas arquitetônicas ainda faziam o meu coração acelerar. E fazem até hoje, tanto que fiz as pazes com a minha antiga profissão de um jeito que pra mim é muito mais bonito: fotografando ela.

E no meio das minhas caminhadas fui tropeçando em locais que sofriam com a passagem do tempo. E fomos pulando muros, atolando carros, sendo perseguidos por enxames de abelhas sempre em busca de mais edifícios (Felipe, nunca terei palavras para agradecer o seu companheirismo, meu amor). E quase 6 anos depois do primeiro prédio abandonado, consegui reunir um material bacana, que me deixa verdadeiramente orgulhosa dele. É um pouco diferente do que vocês costumam ver por aqui, meio que uma Denise do outro lado do espelho 😉

 

E a exposição “Exposto ao Tempo”está de casinha nova: amanhã, dia 17 de janeiro, as 20h00, abrimos ela para o público no bar Sto Ócio, um lugar delicinha aqui em Campinas (Rua dos Alecrins, 740- Cambuí – Campinas). Quem quiser ir, está mais que convidado, vai ser um prazer te encontrar para brindar e receber os desejos de feliz ano novo… vamos?

Deixa eu registrar a sua história também?

Entre em contato